Lygia Pimentel

8 de novembro de 2021

Categorias: BoiCurtas do mercadoMilhoSoja

Comentários: 

Yago Travagini é economista e consultor de mercado pela Agrifatto.

Stefan Podsclan é engenheiro agrícola e consultor de mercado pela Agrifatto

Antônio Costa é estagiário pela Agrifatto 

Foto divulgação AGRIFATTO

Com uma média de 5,26 mil toneladas embarcadas diariamente, nov/21 iniciou com as exportações de carne bovina in natura avançando 28,14% sobre a média de out/21. Durante a última semana, um volume de 15,79 mil toneladas de proteína bovina foi embarcado pelo Brasil, 37,21% a menos que no mesmo período de 2020.

A proteína bovina passou por um reajuste negativo em seu preço no mercado internacional, sendo negociada na casa dos US$ 4,96 mil/t, um recuo de 3,81% no comparativo mensal. Até o momento, a receita média diária com as vendas externas ficou em US$ 26,16 milhões, consolidando um montante de US$ 78,50 milhões, 29,13% de queda quando comparado ao mesmo período do ano passado.

As exportações de milho voltaram a ganhar força durante o início do mês e totalizaram 447,19 mil de toneladas despachadas para fora do país, uma média de 149,03 mil t/dia, 65,90% superior ante à média de out/21. O preço médio para a venda externa do cereal ficou em US$ 245,0/t, alta de 12,31% no comparativo semanal.

Com isso, um montante de US$ 109,54 milhões foi arrecadado com essas negociações, o equivalente a 12,97% de todo nov/20.As importações do grão também aceleraram o ritmo na 1ª semana de nov/21 com 122,15 mil toneladas do produto descarregadas nos portos brasileiros, volume equivalente a 58,35% de todo o mês em 2020. O preço médio pago pelo cereal ficou em US$ 248,2/t, valorização de 4,1% no comparativo semanal, totalizando o montante financeiro de US$ 30,31 milhões, 576% a mais que a mesma ocasião no ano passado, onde a tonelada era avaliada em US$ 142,8.As exportações de soja iniciaram nov/21 em movimento acelerado, na 1ª semana do mês 859,11 mil toneladas saíram do país, volume 3 vezes maior do que o mesmo período no ano passado. Com isso, a média diária de embarque ficou em 286,37 mil t/dia, ritmo superior em 73,79% ante a média de out/21.O preço médio da oleaginosa nos portos foi de US$ 510,4 mil/t, queda de 2,33% ante a semana anterior. Com uma receita média de US$ 146,15 milhões/dia, as vendas externas totalizaram um montante de US$ 438,45 milhões, esse valor equivale a 82,94% de todo o mês em 2020, quando a tonelada era avaliada em US$ 368,2.

Fonte: Agrifatto Novembro/21 inicia com avanço nas exportações de carne bovina in natura – Análises Agrifatto (agridata.agr.br)