COTAÇÃO MAIS ALTA

Os importadores chineses seguem pagando preços pela tonelada de carne em patamar mais alto se comparado aos demais compradores, diz analista

CRIADO EM 14/03/2022 ÀS 19H24 POR CANAL RURAL – ATUALIZADO EM 14/03/2022 ÀS 19H24

O mercado físico de boi gordo seguiu com preços firmes nesta segunda-feira. Segundo o analista da Safras & Mercado, Fernando Henrique Iglesias, a demanda permanece muito aquecida para animais padrão China, consequência da ótima receita de exportação.

“Os importadores chineses seguem pagando preços pela tonelada de carne em patamar mais alto se comparado aos demais compradores. Já o cenário para os frigoríficos que operam apenas no mercado doméstico ainda é desafiador, com grande dificuldade em repassar os custos de matéria-prima ao longo da cadeia produtiva, considerando a incapacidade do consumidor brasileiro encontra em absorver novos reajustes da carne de boi no varejo”, assinalou Iglesias.

Em São Paulo, capital, a referência para a arroba do boi no mercado permaneceu em R$ 352. Em Dourados (MS), a arroba foi indicada em R$ 313 sem mudanças.

Em Cuiabá, a arroba ficou indicada em R$ 314 ante R$ 310 na sexta-feira. Em Uberaba, Minas Gerais, preços a R$ 330 por arroba. Em Goiânia, a indicação do mercado foi de R$ 330 para a arroba do boi gordo, estável.boi gordo

Foto: Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo

Atacado

Os preços da carne bovina ficaram estáveis no atacado. Conforme Iglesias, o mercado do boi ainda sugere por menor espaço para reajustes no curto prazo, em linha com a reposição mais lenta entre atacado e varejo durante a segunda quinzena por mês Com isso, o quarto dianteiro foi precificado a R$ 17,00 por quilo. A ponta de agulha foi precificada a R$ 16 por quilo. Já o quarto traseiro permaneceu precificado a R$ 24,20 por quilo.

LEIA MAIS SOBRE

Fonte: canalrural.com.br