No Estado de São Paulo, o boi gordo é negociado por R$ 322/@, enquanto a vaca e a novilhas terminadas valem R$ 282/@ e R$ 317/@ (valores brutos e a prazo), segundo dados da Scot Consultoria

Nesta segunda-feira, 11 de abril, o mercado brasileiro do boi gordo registrou poucos negócios, movimento típico de início de semana, quando os frigoríficos preferem avaliar os resultados das vendas de carne bovina durante o fim de semana, para depois definir as suas estratégias de compra de boiadas.

Segundo os analistas da Scot Consultoria, nesta segunda-feira, os frigoríficos de São Paulo ofertaram preços abaixo da referência, mas sem concretização de negócios.

Com isso, a referência para o boi, vaca e novilha gordos ficou estável em relação aos preços de sexta-feira (8/4), negociados, respectivamente, por R$ 322/@, R$ 282/@ e R$ 317/@ (valores brutos e a prazo).

Na avaliação dos consultores da IHS Markit, a demanda doméstica pela carne bovina tende a perder força nesta semana, devido ao feriado nacional, na sexta-feira (15/4), que antecede o domingo de Páscoa (tradicionalmente, em respeito ao feriado religioso, muitos brasileiros deixam de comer carne vermelha).

SAIBA MAIS | Boi gordo: clima de pessimismo no mercado futuro

Dessa maneira, diz a IHS, muitos compradores devem evitar a formação de excedentes nos estoques das câmaras frias, o que pode contribuir para a retomada do movimento baixista na arroba.

“As indústrias seguem pressionando os preços para valores inferiores as máximas vigentes”, relata a IHS.

No mercado atacadista, os preços da carne bovina seguem estáveis, informa a consultoria.

Cotações máximas desta segunda-feira, 11 de abril, segundo dados da IHS Markit:

SP-Noroeste:

boi a R$ 332/@ (prazo)
vaca a R$ 285/@ (prazo)

MS-Dourados:

boi a R$ 300/@ (à vista)
vaca a R$ 280/@ (à vista)

MS-C.Grande:

boi a R$ 305/@ (prazo)
vaca a R$ 280/@ (prazo)

MS-Três Lagoas:

boi a R$ 305/@ (prazo)
vaca a R$ 280/@ (prazo)

MT-Cáceres:

boi a R$ 300/@ (prazo)
vaca a R$ 285/@ (prazo)

MT-Tangará:

boi a R$ 301/@ (prazo)
vaca a R$ 286/@ (prazo)

MT-B. Garças:

boi a R$ 300/@ (prazo)
vaca a R$ 285/@ (prazo)

MT-Cuiabá:

boi a R$ 300/@ (à vista)
vaca a R$ 285/@ (à vista)

MT-Colíder:

boi a R$ 295/@ (à vista)
vaca a R$ 275/@ (à vista)

GO-Goiânia:

boi a R$ 300/@ (prazo)
vaca R$ 280/@ (prazo)

GO-Sul:

boi a R$ 300/@ (prazo)
vaca a R$ 280/@ (prazo)

PR-Maringá:

boi a R$ 310/@ (à vista)
vaca a R$ 285/@ (à vista)

MG-Triângulo:

boi a R$ 310/@ (prazo)
vaca a R$ 290/@ (prazo)

MG-B.H.:

boi a R$ 290/@ (prazo)
vaca a R$ 270/@ (prazo)

BA-F. Santana:

boi a R$ 290/@ (à vista)

vaca a R$ 280/@ (à vista)

RS-Porto Alegre:

boi a R$ 340/@ (à vista)
vaca a R$ 310/@ (à vista)

RS-Fronteira:

boi a R$ 340/@ (à vista)
vaca a R$ 310/@ (à vista)

PA-Marabá:

boi a R$ 285/@ (prazo)
vaca a R$ 275/@ (prazo)

PA-Redenção:

boi a R$ 283/@ (prazo)
vaca a R$ 275/@ (prazo)

PA-Paragominas:

boi a R$ 290/@ (prazo)
vaca a R$ 285/@ (prazo)

TO-Araguaína:

boi a R$ 287/@ (prazo)
vaca a R$ 270/@ (prazo)

TO-Gurupi:

boi a R$ 285/@ (à vista)
vaca a R$ 270/@ (à vista)

RO-Cacoal:

boi a R$ 275/@ (à vista)
vaca a R$ 2765/@ (à vista)

RJ-Campos:

boi a R$ 295/@ (prazo)
vaca a R$ 280/@ (prazo)

MA-Açailândia:

boi a R$ 280/@ (à vista)
vaca a R$ 260/@ (à vista)

Fonte: portaldbo.com.br