Cardiologista e pecuarista, Nabih Amin El Aouar, presidente da Associação de Criadores de Nelore do Brasil (ACNB) falou dos detalhes deste estudo no programa Giro do Boi

CRIADO EM 18/04/2022 ÀS 13H28 – ATUALIZADO EM 18/04/2022 ÀS 13H20

Ciência comprova: quem come carne vive mais e melhor 

Está comprovado cientificamente: quem come carne bovina, vive mais e melhor. Quem falou com mais detalhes sobre esta nova pesquisa foi um dos mais renomados médicos cardiologistas do País, o pecuarista Nabih Amin El Aouar, presidente da Associação de Criadores de Nelore do Brasil (ACNB). Ele foi o entrevistado do dia no programa Giro do Boi, desta segunda-feira, 18.

Segundo Nabih o trabalho foi guiado por pesquisadores australianos e envolveu demais estudiosos em três países: Polônia, Itália e Suíça. O estudo, publicado recentemente em meados de fevereiro deste ano, comparou as pessoas que consomem carne bovina e as que não consomem em 175 países.

“Foi comprovado que os consumidores de carne bovina vivem mais e melhor em relação aos não consumidores de carne”, diz Nabih.

Para o médico e dirigente da maior entidade de raça de bovinos no País, o estudo esclarece de uma vez por todas os benefícios sobre o consumo de carne vermelha para a nutrição humana.

Segundo Nabih, a carne, assim como o ovo e o leite, estavam numa espécie de lista negra para nutrição e saúde humana devido a registros de condições de mortalidade e morbidade identificadas na década de 1960 na população nos Estados Unidos.

No entanto, de lá para cá, nenhum estudo comprovou cientificamente que era a carne a grande causadora de tais mortalidades e morbidades. Agora, pelo contrário, o alimento ganha mais status de saúde.

“É um dos raríssimos alimentos que tem uma rica fonte de proteínas com todos os nove aminoácidos essenciais e especialmente o ferro heme que tem uma importância fundamental dos glóbulos vermelhos, das hemácias e na condução do oxigênio no corpo”, explica Nabih.

Gordura

Não só a carne, em si, mas a gordura bovina também é um item essencial à saúde humana.  Segundo o especialista, ela é extremamente benéfica pois está relacionada à produção dos hormônios sexuais, do cortizol, que é o hormônio da disposição, além de promover a inteligência humana e a saciedade das pessoas.

É justamente por causa da gordura, que diferente dos demais animais, o ser humano não precisa gastar todo o seu tempo se alimentando como fazem os animais herbívoros, por exemplo.

“O ser humano se alimenta duas ou três vezes por dia, e tem tempo para trabalhar, para estudar, para se reproduzir, para se entreter e para dormir. Veja só como é importante a função da carne como um alimento concentrado que fornece a maior parte dos componentes de nossa nutrição”, explica.

Confira a entrevista na íntegra no vídeo abaixo:

https://www.youtube.com/embed/BBCMAcZ2c08?feature=oembedCOMPARTILHAR ESTA NOTÍCIA

LEIA MAIS SOBRE

Fonte: girodoboi.com.br