BOM MOMENTO

Além disso, o resultado das exportações em 2022 vem oferecendo maior capacidade para os frigoríficos exportadores em pagar mais pela arroba do boi

PUBLICADO EM 13/09/2022 ÀS 19H13 POR AGÊNCIA SAFRAS – ATUALIZADO EM 13/09/2022 ÀS 19H21

O mercado físico de boi gordo registrou preços pouco alterados nesta terça-feira (13).

De acordo com o analista de Safras & Mercado Fernando Henrique Iglesias, o padrão de negócios segue sem grandes mudanças. Nos estados de São Paulo, Mato Grosso do Sul e Minas Gerais há registros esporádicos de boiadas saindo acima da referência média, para animais que cumprem os requisitos de exportação para a China.

Já no Centro e Norte do país o cenário de pressão persiste, com frigoríficos bem posicionados nas suas escalas de abate ditando o ritmo do mercado

“O resultado das exportações em 2022 é espetacular e vem oferecendo maior capacidade para os frigoríficos exportadores em pagar mais pela arroba do boi”, diz Iglesias.

Dessa maneira, em São Paulo (SP), a referência para a arroba do boi recuou, ficando em R$ 293. Já em Dourados (MS), a cotação ficou em R$276.

Boiada em fazenda de Mato Grosso ano do boi

Foto: Governo de Mato Grosso

Ao mesmo tempo, em Cuiabá (MT), a arroba de boi gordo finalizou o dia em queda, ficando cotado a R$ 265. Simultaneamente, em Uberaba (MG), os preços subiram e as cotações ficaram em R$ 283.

Em Goiânia (GO), os preços do boi despencaram tendo a arroba cotada em R$ 265 .

Boi: mercado atacadista

Já os preços da carne bovina seguem firmes no atacado.

De acordo com Iglesias, o ambiente de negócios ainda sugere por alguma alta dos preços no curto prazo, em linha com a boa reposição entre atacado e varejo durante a primeira quinzena do mês.

Importante mencionar que há otimismo em torno do consumo doméstico durante o último trimestre, o que pode motivar a alta dos preços.

Então, o quarto dianteiro do boi foi cotado em R$ 16,50.  Já a ponta de agulha teve preços de R$ 16,40.

Por fim, o quarto traseiro do boi teve preço de R$ 21,10 por quilo.

LEIA MAIS SOBRE

Fonte: canalrural.com.br