COTAÇÕES

Reunião entre Ministério da Agricultura e autoridades chinesas pode restabelecer embarques de carne bovina

PUBLICADO EM 06/03/2023 ÀS 20H00 POR AGÊNCIA SAFRAS

O mercado físico do boi gordo inicia a semana cercado de expectativas. Uma reunião entre representantes do Ministério da Agricultura e Pecuária (Mapa) e autoridades alfandegárias chinesas pode restabelecer as exportações brasileiras de carne bovina ainda nesta semana. No mercado físico, poucos negócios são relatados ao longo do dia, com oferta inexpressiva.

Segundo o consultor de Safras & Mercado Fernando Henrique Iglesias, os frigoríficos operam com escalas bastante encurtadas.

“Portanto, no momento em que a retomada for anunciada, haverá grande apetite da indústria, o que remete à recuperação dos preços em grande parte do país. Vale destacar que esse cenário se aplica a uma retomada das compras chinesas ainda nesta semana. Caso a China opte por analisar com mais cuidado as amostras e não retome imediatamente as compras, a dinâmica muda”, adverte.

Confira os preços do boi gordo nesta segunda-feira (6)

  • São Paulo, capital: a referência para a arroba do boi ficou em R$ 273, estável. Em
  • Dourados (MS): arroba indicada em R$ 261, estável.
  • Cuiabá (MT): arroba indicada em R$ R$ 238, cotação inalterada.
  • Uberaba (MG): preços a R$ 260 por arroba, estável.
  • Goiânia (GO): indicação de R$ 247 para a arroba do boi gordo, sem alterações.
  • Rondônia: preço em R$ 224.

Atacado

boi, integração lavoura-pecuária
imagem internet – Canal Rural

O atacado volta a apresentar preços acomodados no decorrer do dia. Mesmo durante a primeira quinzena do mês, o mercado vai sendo pautado por maior fragilidade.

“A expectativa é de alguma recuperação dos preços no período. Por fim, é importante mencionar que as proteínas concorrentes seguem mais atrativas na comparação com a carne bovina, em especial a carne de frango”, comenta Iglesias.

O quarto dianteiro ainda é precificado a R$ 14,50 por quilo. A ponta de agulha segue no patamar de R$ 14,80, por quilo. Já o quarto traseiro ainda é cotado a R$ 19,90, por quilo.

______________

COMPARTILHAR ESTA NOTÍCIA

LEIA MAIS SOBRE

Fonte: canalrural.com.br